OUVIDORIA TRE - RO

Logo ouvidoria 2018 do TRE-RO

A OUVIDORIA


Criada pela Resolução 27/2010  com a missão de garantir os  direitos fundamentais do cidadão junto à Justiça Eleitoral, a OUVIDORIA REGIONAL ELEITORAL DE RONDÔNIA (ORE-RO), atua  como  um canal de  comunicação  com  diversas  formas  de  contato  para que o  público  realize  suas reclamações, elogios, sugestões e denúncias. Elas serão recebidas, analisadas e adotadas providências para cada caso, incluindo aquelas que são pertinentes a Lei de Acesso à Informação. 

 

 

Composição da Ouvidoria de Rondônia. 

 

Atualmente, a Ouvidoria da Justiça Eleitoral de Rondônia tem a seguinte composição: Ouvidor, Juiz Membro Paulo Rogério José; Coordenadora, Lia Maria Araújo Lopes, (Assistente V) Daniel Vitor de Laia Ferreira, (Assistente I) Arcontes Péricles Rodrigues da Silva.

Para atender a necessidade de rápida comunicação com o público e a constante evolução dos meios disponíveis, disponibillizamos vários canais de contato com o cidadão que busca a Ouvidoria  para dar voz às suas reclamações, denúncias, informações, sugestões e elogios. As demandas recebidas receberão o devido tratamento, apuração e resposta de acordo com sua natureza.

 

Endereço para correspondência e atendimento presencial:

Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia  

Av. Presidente Dutra nº 1889, Baixa da União, Porto Velho.

CEP: 76805-859

 

Informações Zonas Eleitorais

  E-mail:

 OUVIDORIA@TRE-RO.JUS.BR


 Telefones:

69 3211-2000 / 0800 148 0148

Fax: 69 32236183

 

 Formulário ON LINE

 Abrir chamados ou fazer denúncias


 Horário de funcionamento:

Secretaria Judiciária:  De segunda a sexta, das 8h às 19h

Cartórios Eleitorais da capital e interior:  De segunda à sexta, das 11h às 19h

 

JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL ELEITORAL – JECRIME

Na capital, a preparação, instalação e organização do Juizado Especial Criminal Eleitoral – JECRIME será feita pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, através do Juízo Eleitoral designado pela Corte, com o apoio da Coordenação de Segurança das Eleições que viabilizará, junto às Polícias Federal e Militar, o necessário para a funcionalidade da parte cartorária, policial e de segurança do local, inclusive do ambiente de recolhimento dos infratores das leis eleitorais no dia do pleito.

No interior do estado, a instalação e organização do Juizado Especial Criminal Eleitoral ficará a cargo do juízo eleitoral competente, com o apoio das Polícias Federal e Militar, observando os procedimentos do caput conforme se adequar.

Na localidade que não houver a Policia Federal, a atividade de polícia judiciária será exercida pela Polícia Civil.