A importância dos mesários e do apoio logístico nas eleições

Para gerenciar todo o processo de votação, a Justiça Eleitoral conta com a colaboração desses colaboradores

Para gerenciar todo o processo de votação, a Justiça Eleitoral conta com a colaboração desses colaboradores

A realização das eleições no Brasil demanda muito planejamento, recursos públicos, estrutura logística e de pessoal para execução das atividades pela Justiça Eleitoral, por essa razão, os tribunais e os cartórios eleitorais contam com a ajuda de auxiliares dos trabalhos eleitorais e de mesários para atender as demandas de todo o processo eleitoral.

O papel dos mesários é de extrema importância para o processo democrático brasileiro. Ele é o representante da Justiça Eleitoral na mesa receptora de votos no dia das eleições.

Cabe ao mesário receber e identificar os eleitores – seja pela verificação de documentos e coleta de assinaturas, seja pela verificação biométrica –, compor as mesas de receptoras de votos e de justificativa, fiscalizar e desempenhar tarefas logísticas e de organização da seção eleitoral para a qual foi designado.

Os mesários devem ser maiores de 18 anos e estar em situação regular com a justiça eleitoral, para serem convocados pelo juízo competente.

Apoio Logístico

Os voluntários nomeados para o apoio logístico atuarão como auxiliares dos trabalhos eleitorais e desenvolverão atividades como: vistoria e preparação das urnas, montagem das seções eleitorais, verificação dos dados das urnas, suporte às seções eleitorais no dia da votação e transmissão eletrônica dos resultados do pleito.

Não poderão ser nomeados como mesários ou para o apoio logístico os candidatos a cargos eletivos e seus parentes, assim como membros de diretórios de partidos que exerçam função executiva, autoridades e agentes policiais, agentes penitenciários e de escolta, integrantes das guardas municipais, funcionários no desempenho de cargos de confiança do Poder Executivo e os que pertencem ao serviço eleitoral.

Após a seleção, os voluntários selecionados passam por treinamentos específicos e recebem orientações de técnicos da Justiça Eleitoral, que podem ser na modalidade presencial e a distância.

 

Seção de Comunicação Social do TRE-RO

Com informações do Tribunal Superior Eleitoral

Últimas notícias postadas

Recentes