Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia esclarece boato malicioso sobre finalização de votos nas urnas antes de pressionar tecla confirma

O Tribunal orienta os cidadãos, que ainda não votaram, que digitem o número do seu candidato, aguardem a urna apresentar a foto e todos dados do candidato e, só após conferirem os dados, realizem a confirmação

nota esclarecimento falsa

O Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO) vem a público esclarecer o boato, que está rondando em todo pais, sobre possível defeito nas urnas eletrônicas. Inclusive, a equipe de Tecnologia da Informação da Justiça Eleitoral, para assegurar que não ocorreu nenhuma eventualidade, permaneceu por mais de duas horas no local de votação, não se verificando defeitos nas urnas eletrônicas, conforme as falsas alegações de erro na finalização de voto.

Ao chegar ao local votação, juntamente com 4 policiais federais, a equipe de Tecnologia da Informação fez diversas averiguações nas 11 seções eleitorais do local onde, supostamente, estavam ocorrendo finalizações de voto antes do eleitor digitar o número do seu candidato. Em seguida, o grupo, a serviço da Justiça Eleitoral em Rondônia, passou a perguntar os eleitores que haviam acabado de votar e todos relataram que não tiveram dificuldade para votar nos seis cargos em disputa, inclusive para o cargo de presidente da República.

O TRE-RO ressalta que, em todos os casos acompanhados pela equipe, os eleitores informaram que não tiveram nenhum tipo de problema durante a votação e que todas as fotos de seus candidatos apareceram na urna eletrônica.  O Regional destaca, ainda, que a urna somente encerrou a votação após o eleitor pressionar a tecla “confirma”, após o registro do último voto para o cargo de presidente da República.

Para assegurar que não ocorreu nenhuma outra eventualidade, os técnicos do Tribunal permaneceram no local por, aproximadamente, duas horas e não houve qualquer ocorrência de erro na urna, nem de suposto encerramento sem que o eleitor pressionasse a tecla “confirma”.

As urnas eletrônicas foram auditadas pela Comissão de Auditoria de Urnas da Justiça Eleitoral, com acompanhamento de auditores externos e de representantes de organismos internacionais que acompanharam e atestaram a confiabilidade das urnas eletrônicas e das eleições em todo o país. 

A notícia falsa que está sendo propagada no Brasil, por meio das redes sociais, tem o objetivo único de tumultuar o processo eleitoral brasileiro e o dia de votação, além de tentar manchar a credibilidade da Justiça Eleitoral.

               

Desembargador Sansão Saldanha

Presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia


Saiba mais... ESCLARECIMENTOS SOBRE INFORMAÇÕES FALSAS VEICULADAS NAS ELEIÇÕES 2018

Saiba mais... Segurança das Eleições Informatizadas

Últimas notícias postadas

Recentes